Agende sua consulta
Fale conosco pelo WhatsApp

Quando considerar fazer uma cirurgia íntima?


Imagem meramente ilustrativa (Banco de imagens: Shutterstock)

11 janeiro, 2024 |

| 1 min. de leitura

“Doutora, será que eu sou candidata a uma cirurgia íntima?”

Veja abaixo quando considerar esse procedimento e as questões importantes a serem ponderadas.

Existem alguns critérios anatômicos que classificam os lábios internos (pequenos lábios) como hipertróficos, além de outras condições como assimetria ou rotura do lábio. Porém, antes e mais importante do que isso é o desejo da mulher e o qual o impacto disso para ela mesma. Por isso, a decisão de fazer uma cirurgia íntima é pessoal e única para cada mulher. O desconforto físico persistente é uma indicação para a cirurgia íntima.

Se você experimenta desconforto físico, como “assadura” pela fricção dos lábios, glândulas sebáceas que inflamam nos pequenos lábios, desconforto pelo lábio entrar no canal vaginal durante o sexo ou no exame ginecológico, pode ser apropriado considerar a cirurgia íntima.
A Cirurgia íntima pode ser considerada também para corrigir assimetrias ou desconfortos estéticos, como rotura do lábio após o parto normal, lábios de formato ou tamanho diferente, lábios hipertróficos, dobras de pele entre capuz do clítoris e grandes lábios

A recuperação da autoestima é uma razão legítima para ponderar a cirurgia íntima. Se essa decisão contribuir para o bem-estar emocional, é digna de consideração.
Lembre-se: cada mulher é única, e a decisão sobre a cirurgia íntima deve ser tomada com cuidado e informação. Lembre-se de que sua saúde e bem-estar são prioridades.

Cirurgia íntima: conforto e segurança para mulheres!

Agende uma consulta

Quero que você se sinta confortável.

QUERO MARCAR UMA CONSULTA